Music Jungle | BLOG

Instrumentos Musicais . Notícias . Novidades

Por Equipe Music Jungle em 26 de Julho de 2017

Tocar um instrumento musical te deixa mais inteligente?

Sim.
 
Neurocientistas descobriram uma ligação entre o estudo e pratica da música e as funções executivas do cérebro.
 
Não, o Einstein nunca tocou guitarra. Mas essa montagem é muito boa ;)
 
 
A mãe de Albert Eistein era uma musicista muito talentosa que fez com que a música permeasse boa parte do crescimento de suas crianças. Albert começou a tocar violino aos 6 anos e aos 13 já tocava as principais sonatas de Mozart. Eistein disse uma vez "a vida sem música é inconcebível para mim. Eu vivo meus sonhos acordados através música. Eu vejo a minha vida na música... grande parte do meu prazer na vida vem da música."
 
E você? Teve a sorte de começar a tocar bem novinho? Continua se exercitando na música mesmo depois de velho?
 
 
 
Um novo estudo do Boston Children's Hospital encontrou uma correlação entre o estudo e pratica da música com uma melhora nas funções executivas do cérebro em crianças e adultos. Vários outros estudos já abordaram o impacto da música nas habilidades cognitivas, mas esse foi o primeiro a buscar os efeitos do estudo da música logo cedo em relação às capacidades executivas.
 
As funções executivas do cérebro são descritas como os processos cognitivos de alto nível necessários para que uma pessoa processe e retenha informações rapidamente, regule seu comportamento, tome as decisões corretas, resolva problemas, planeje e ajuste de acordo as novas demandas. Outro componente importante é a flexibilidade cognitiva, representada pela adaptabilidade a novas tarefas.
 
 
 
Nadine Gaab, PhD, uma das pesquisadoras do laboratório de Boston diz "como as funções executivas do cérebro são um forte indicativo de sucesso acadêmico, ainda mais forte do que o Q.I., nós achamos que nosso estudo possui altas aplicações educacionais".
"Enquanto muitas escolas continuam cortando o ensino da música e investindo cada vez mais no treinamento para testes, nossos estudos apontam que o treinamento musical na verdade pode ajudar nossas crianças a terem um futuro acadêmico melhor."
 
 
Três benefícios do estudo da música:
 
1 - Músicos possuem uma maior habilidade par integrar os sentidos da audição, tato e visão.
2 - Começar a estudar música antes dos sete anos de idade tem mostrado ser o que causa mais impacto. A idade em que a pessoa começa a tocar influencia a anatomia do cérebro dela quando adulta.
3 - As conexões cerebrais responsáveis pela prática do improviso são desenvolvidas pelo treino sistemático, levando uma dependência menos da memória de curto prazo, e incentivando conexões por todo o cérebro.
 
 
Os adultos e crianças músicos do estudo do Hospital de Boston mostrou uma performance maior em diversos aspectos da função executiva do cérebro. Foram observadas maiores atividades no córtex prefrontal e nas áreas motoras, assim como em regiões que não são diretamente ligadas a essas funções executivas.
 
Um outro estudo, de maio de 2014, também mostrou que a prática e estudo da música pode aumentar o fluxo sangüíneo no lado esquerdo do cérebro. Isso sugere que a música e a linguagem podem dividir os mesmos caminhos na mente.
 
Esses estudos mostram que o treinamento da música pode te ajudar também com suas habilidades linguísticas.
 
Em suma, o estudo conclui que crianças e adultos que se dedicaram pra valer à pratica da música apresentam funções executivas superiores quando comparados aos não-músicos. Estamos falando de habilidades como flexibilidade cognitiva (adaptabilidade a novas tarefas), memória de curto prazo e velocidade de processamento.
 
Os pesquisadores ainda fazem a observação de que a correlação não implica causalidade ainda. Ou seja, há a possibilidade de que as crianças e adultos que tocam um instrumento já tenham habilidades que fazem com que elas se sintam atraídas pelo instrumento musical. Novos estudos estão sendo concluídos para que seja possível identificar a causalidade.
 
O grande esforço dos autores do estudo é enfatizar a importância da música na grade curricular e o fato dela poder ajudar no desenvolvimento académico desses alunos. Substituir a musica por outras atividades, mesmo que sejam voltadas a investir em outras matérias, pode ser um tiro no pé. O desenvolvimento da música, especialmente logo cedo, pode ser fundamental para um futuro acadêmico brilhante.
 
Fontes:
Behavioral and Neural Correlates of Executive Functioning in Musicians and Non-Musicians - June 2014 journal PLOS ONE
Does Playing a Musical Instrument Make You Smarter? - Psychology Today
Musical Training Optimizes Brain Function - Psychology Today
 

Conheça o Music Jungle,

o primeiro site de compra e venda de instrumentos musicais do Brasil!

 

 


Emailc min cb45476ec76b2b35c17fc4cf368827b07735a02e8f08a13661e0d330b6edb099 Fale com a gente!
Estamos online
Feedbackmesage minopt min fa8c87b4e72c5d1356383c87dfbe8178be65a43e63c06913a60c2a7163ba1b04

Não demora nem 30 segundos, prometemos!;)

Obrigado por nos ajudar a construir a melhor comunidade de músicos do Brasil!