Aprenda a tocar no Music Jungle com o EM&T online

9 dicas matadoras para escrever músicas

Blog do Music Jungle

Por Equipe Music Jungle em 25 de Maio de 2018

É difícil apontar um músico que não queira fazer sucesso e ser reconhecido por suas composições autorais. Daquele momento sozinho no quarto, aprendendo e estudando os primeiros acordes e escrevendo as primeiras letras, até as primeiras bandas de colégio, naquela tentativa de formar a próxima grande banda do país, o sonho de qualquer adolescente ou jovem músico é de conseguir mostrar seu próprio trabalho para o mundo.

 

Mesmo assim, nem todos os músicos têm o talento nato de compor músicas e letras. Por isso, muitos desistem no meio do caminho, ou acreditam que precisam daquela inspiração divina, aqueles 15 minutos em que parece que você é capaz de escrever a próxima “Bohemian Rhapsody” ou - para os músicos mais voltados para o nosso país - a próxima “Como Nossos Pais”.

 Para escrever canções é preciso, primeiro, escrever canções. Parece uma dica boba e óbvia, mas é exatamente isso. Não adianta achar que na primeira vez que você sentar para compor uma música ou uma letra, você vai produzir a melhor obra da sua vida. Esse trabalho - assim como basicamente todos - exige muita prática para alcançar a perfeição.

Mas aí você me pergunta: e como eu faço pra começar?

Essa pergunta é mais ou menos parecida com a clássica pergunta: o que eu escrevo primeiro, música ou letra? Bom, respondendo de forma rápida, não há caminho fácil ou correto para responder essa pergunta. Algumas vezes, você vai escrever a letra primeiro, encaixar alguma melodia ou harmonia na estrutura e modificar a letra milhares de vezes até achar o formato certo. Em outras, você vai compor um riff muito massa e depois encaixar uma letra que combina perfeitamente com ele. E em algumas outras - essas mais raras - você vai conseguir compor as duas coisas juntas.

 O mais importante nisso tudo, é que não existe um jeito certo de escrever uma música. Algumas das melhores - e piores também - músicas já escritas foram usadas utilizando as técnicas mais diversas. Isso porque o processo de composição é sempre algo muito individual e característico de cada músico, dupla, trio ou banda. Isso não impede que você incorpore um processo de composição de algum outro músico.

 É por isso que vamos apresentar 9 técnicas matadoras pra você começar a escrever suas músicas e desbloquear sua criatividade.

 Confere aí:

1- Não há jeito errado de compor uma música

Já comentamos aqui em cima, no começo do artigo, mas é bom insistir nesta dica, pois esse representa um dos principais bloqueios dos músicos: achar que existe um jeito certo de compor uma música. Você tem liberdade total de fazer o que quiser e “errar” quantas vezes quiser, porque não existe jeito certo, nem canção certa. Algumas melodias são mais “chiclete” do que outras e todo músico já escreveu canções bizarras ou que nunca mostrariam para o público.

Está tudo certo! É por isso que sempre revisamos nossas letras e músicas depois de um tempo de molho. Então esqueça esse bloqueio e manda ver nas composições.

Dica dentro da dica: tente deixar sua letra ou melodia “descansando” por alguns dias para refrescar a mente e alimentar o senso crítico. Com esse distanciamento de alguns dias, é possível perceber o real potencial da canção ou letra. 

2- Componha a partir de uma progressão de acordes ou de um groove

Quando você pega uma guitarra ou senta para tocar piano, geralmente você manda alguma progressão de acordes ou algum groove inconscientemente. Ótimo!

Vai fundo no groove e continua tocando. Essa coisa de continuar tocando pode criar uma ambientação para inventar uma música, uma melodia ou até mesmo uma letra, especialmente quando você tem outros músicos te acompanhando. Além disso, um bom groove é a primeira coisa que o ouvinte comum vai notar quando estiver ouvindo uma música.

 Mas não fique somente na progressão de acordes ou no groove. Na maior parte dos estilos musicais, essas duas coisas são apenas parte das ideias de arranjos, o que não significa que você compôs uma canção completa e super original. Sem uma melodia forte ou uma letra bem construída, esse groove ou progressão de acordes é só algo comum.

3- Faça algo diferente

É comum que compositores fiquem travados de tempos em tempos em um caminho no qual todas as músicas começam a soar iguais, mesmo tentando novas combinações de notas ou uma batida diferente.

Uma maneira legal pra limpar a mente para novas ideias é tentar tocar um instrumento novo que você nunca tocou ou só tocou um pouco. Com um esse instrumento diferente, você pode muito bem criar melodias que você nunca tinha pensado ou estruturas diferentes para sua canção, além de arranjos interessantes para complementar a música que você está escrevendo. 

4- Procure por inspiração musical

Antes de compor, é ótimo tentar alimentar sua inspiração musical. E essa inspiração pode vir de tudo ao nosso redor: emoções, relacionamentos, a natureza, pessoas e experiências, entre tantas outras coisas. Para gerar ideias diferentes, você precisa fazer coisas diferentes. Experimente sair de casa, ir a lugares que você nunca foi antes e fazer coisas novas. Até mesmo coisas simples como andar em um parque que você nunca foi, ou andar pela rua da sua casa funcionam bastante.

 

 5- Componha a partir de uma ideia ou conceito de letra

Existem vezes que as nossas experiências nos levam a ideias incríveis para novas músicas autorais. Capte o sentimento e a emoção do seu conceito, mergulhe nele e realmente conte sua história. Não seja vago, na hora de escrever a letra.

6- Use um software de composição musical

O software de composição musical pode ser o melhor amigo de um músico. Estes programas ajudam no processo de escrita, organizando o trabalho e permitindo que você veja o que você está tocando. Pacotes de software de qualidade fornecem recursos, incluindo um metrônomo para manter a batida, um playback para que você possa tocar junto com alguma gravação, uma entrada para que você possa ligar o instrumento ou microfone diretamente ao seu computador e gravar uma canção que você toca ou canta e várias ferramentas de edição para ajudar na composição da estrutura da música.

 

 7- Lembre-se que a letra da música é importante

A não ser que você ou sua banda estejam fazendo música instrumental, a letra da música é, sem dúvidas, a parte mais importante da sua canção. Escrever letras pode ser um dos aspectos mais frustrantes e difíceis do processo de composição, especialmente se você for um compositor sem muita experiência.

Ter uma ideia clara do que sua música vai falar é um bom começo. Você pode escrever exatamente o que quer falar em cada parte da letra (estrofe 1 - X, estrofe 2 - Y, estrofe 3 - Z) e depois começar a organizá-la com o ritmo, a estrutura, a cadência das palavras para encaixá-las em uma melodia. Além disso, uma melodia que seja forte e memorável - que geralmente está situada no refrão - é particularmente importante para resumir a ideia central da letra, enquanto os versos e a bridge pro refrão podem ser construídos ao redor do tema central.

 8- Grave qualquer pequeno momento de inspiração ou de trabalho

Essa é uma das dicas mais importantes. Isso porque existem poucas coisas piores para um compositor do que inventar um riff ou melodia sensacional e esquecê-lo 1h depois porque não gravou a ideia. 

Esquecer melodias, riffs, grooves é algo bastante frustrante. Um exemplo interessante é a música “Under Pressure”, um clássico do Queen. O baixista, John Deacon, inventou o riff para a música em uma sessão no estúdio e, como não o gravou, quase esqueceu uma das canções mais icônicas da banda. A sorte é que o baterista Roger Taylor e David Bowie lembraram o riff. Por isso, é essencial anotar cada criação sempre, enquanto ela está sendo feita ou mesmo que esteja só na cabeça. Faça uma gravação simples no smartphone ou uma anotação da partitura da ideia em um pedaço de papel. Vai ser muito mais fácil continuar a trabalhar na música com as gravações iniciais.

 

9- Faça colaborações e parcerias com outros músicos

Se você está passando por aquele período de bloqueio criativo, mesmo depois de tentar as técnicas acima, então uma boa ideia é a de fazer colaborações ou parcerias com outros músicos para ganhar uma nova perspectiva do seu trabalho e ter novas experiências, que podem acrescentar no seu processo de composição.

 Caso já tenha alguma coisa composta, alguma ideia já um pouco desenvolvida, mostre o que você tem para seu parceiro, discuta novas ideias que ele possa ter, enfim, deixe o processo criativo fluir naturalmente. Outra opção é começar o processo do zero, cada um com um instrumento, sem pressão.

 A ideia é que adquirir uma nova perspectiva de sua composição com base na visão e na experiência de outro músico pode te ajudar a melhorar sua composição. Afinal, duas cabeças são melhores do que uma. 


Comentários

Este post ainda não tem comentários... Que tal ser o primeiro?

Vistos Recentemente

{{item.titulo}}

Não disponível

opções de compra a partir de
Mais Vendido
(()
()
()
()
()
()
()
()

O que nossos clientes estão falando sobre nós:

Em 30 de Abril de 2018

Serviço profissional, funcionários solícitos, e com know how e experiência!!! Nota 1000!!!

Gil Tandeta Gregorio

Produto: ESP Eclipse II Japan

Em 2 de Maio de 2018

Produto novo e bom. Ótimo SAC, sempre disponíveis para esclarecer minhas dúvidas. Parabéns! Indico muito!

Ana Beatriz Gomes Bezerra

Produto: Ukulele Shelby Su 23 M Concert

Em 02 de Maio de 2018

Ótimo produto, e além do mais foi entregue antes do prazo. Satisfeito com a compra!

Lucas Gamesh

Produto: Violão Eletroacústico Flat Cutaway Nylon Nf-14 Preto Giannin

Em 4 de Maio de 2018

Paulo Tonon

Produto: Pedal Electro Harmonix Pitch Fork Com Nota Fiscal**

Em 8 de Maio de 2018

Produto foi entregue bem embalado e de acordo com as especificações. A entrega ocorreu 10 dias antes do prazo determinado. Super recomendo.

Produto: Violão Giannini Flat Eletroacústico Nf14 Bk Nylon C Afinador

Em 19 de Maio de 2018

muito bom! compra realizada, instrumento em mãos, parabéns pelo excelente atendimento! recomendo

Produto: Shelby by Eagle Soprano Su21m