Uma seleção de instrumentos com FRETE GRÁTIS

Guitarra e suas partes

Blog do Music Jungle

Por Equipe Music Jungle em 30 de Dezembro de 2016

Muitos de vocês devem saber exatamente como a guitarra funciona, de trás pra frente, mas isso não é uma unanimidade e é sempre bom explicar, nem que seja mostrando só o básico agora e nos aprofundando melhor depois.

Para começar, uma guitarra de corpo maciço é separada em algumas partes:

  • Headstock: tarraxas
  • Braço: trastes e casas
  • Corpo: captadores, ponte, controle de timbre e volume (ou potenciômetros), chave seletora e jack (entrada do cabo do amplificador)
  • Cordas


Agora, como isso funciona em conjunto? Vamos por partes:

HEADSTOCK: é onde as tarraxas estão afixadas e, nelas, as cordas. Ajustando a tensão das cordas em cada tarraxa, afina-se a guitarra de acordo com a altura do som que você deseja. Apertando mais as tarraxas, mais tensão a corda recebe e mais agudo o som fica. Consequentemente, menos tensão significa um som mais grave.

 

BRAÇO: o braço da guitarra, normalmente, possui os trastes, peças de metal posicionadas perpendicularmente às cordas, criando divisões, chamadas de casas. Isso serve para que cada intervalo, cada casa, seja dividido em um semitom. Em um instrumento sem os trastes, o músico tem maior liberdade para tocar tons intermediários e fazer pequenas afinações mais apuradas, porém tem a dificuldade de tocar seu instrumento completamente “as escuras”, sem o auxílios dos trastes e casas para lhe demarcar onde cada semitom está.

 

CORPO: o corpo da guitarra, normalmente feito de madeira (existem corpos de fibra de carbono, alumínio e até pesadas guitarras de acrílico) possuí toda a parte elétrica da guitarra, como os captadores. As guitarras normalmente possuem dois captadores, que são dispositivos eletrônicos que captam as vibrações das cordas e transformam em sinais elétricos que depois podem ser amplificados e/ou gravados. 


Além dos captadores, o corpo tem os controles de timbre e volume, para ajustes dos mesmos próximos a mão; a chave seletora que permite que se escolha qual dos captadores estará ativo e o jack, que é a saída para o conector TRS (vulgarmente conhecido somente como cabo) e a passagem dos sinais elétricos pegos pelos captadores até um amplificador ou similar.


Ponte:
 é onde as cordas são fixadas. Existem tipos diferentes de pontes, mas deixaremos isso para posts mais específicos também.


E pra finalizar:

Cordas: bem, esse é o mais simples de se explicar. As cordas são fios de nylon, metal, seda, etc, que, ao receberem vibrações em determinada tensão, criam um som (nota musical).


Juntando todas essas partes, temos uma guitarra elétrica! Claro, isso foi o básico do básico e daqui podemos nos aprofundar nas diferentes partes, como os amplificadores e suas marcas distintas, pedais de distorção, wah-wah’s e outros.

Até a próxima!


Comentários

Este post ainda não tem comentários... Que tal ser o primeiro?

O que nossos clientes estão falando sobre nós:

Em 18 de Janeiro de 2018

Produto entregue no prazo, e em perfeitas condições

Em 12 de Fevereiro de 2018

Muito boa. Entrega rápida

Em 04 de Dezembro de 2017

Sensacional, houve uma pequena demora no envio, talvez por indisponibilidade no estoque, mas logo foi solucionado e de resto foi excelente. Boa comunicação, qualidade e compromisso...

Em 01 de Dezembro de 2017

Segunda vez que compro pelo site, a entrega foi rápida e sem nenhuma eventualidade. O vendedor é de procedência, estou ansioso para ligar ele...

Em 04 de Dezembro de 2017

ótimo - chegou rapidão! :) som ótimo para estudo!